Prefeitos pedem sanção de projeto sobre dívidas dos municípios com a União

Fernanda Cruz - Agência Brasil11.11.2014 - 13h46

 

 

O encontro da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) terminou hoje (11) em Campinas, no interior de São Paulo, com balanço positivo, avaliou o prefeito anfitrião, Jonas Donizette. O evento começou ontem (10) e contou com a presença de 60 prefeitos de todo o país.

 

O encontro, em sua 66ª edição, teve a participação do vice-presidente da República, Michel Temer. Ele recebeu uma carta com 23 reivindicações ao governo federal. Os prefeitos pediram a sanção, por parte da presidenta Dilma Rousseff, do projeto de lei que altera o indexador da dívida de estados e municípios com a União. Temer disse ter convicção de que a presidenta aprovará a medida, mesmo que com veto parcial.

 

Leia também:

 

Governo encaminha projeto ao Congresso com meta de superávit primário menor

 

José Fortunati, prefeito de Porto Alegre (RS) e presidente da FNP disse não estar tranquilo sobre a aprovação do projeto, por acreditar que Dilma vetará parcialmente. “Eu não tenho dúvidas de que a sanção total do projeto é indispensável para que, pelo menos, 180 grandes municípios do país, que acolhem um percentual expressivo de população urbana, tenham condições de colocar em prática suas políticas públicas”, declarou.

 

Como resultado das discussões feitas durante o evento, a FNP vai elaborar um relatório a ser enviado para o Ministério das Cidades.

 

Outro evento também foi marcada para abril de 2015, em Brasília, o III Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável. De acordo com Jairo Jorge, prefeito de Canoas (RS), que coordena o encontro, os assuntos que serão abordados envolvem o papel das autoridade locais no Brasil e no mundo, o novo pacto federativo e a gestão da água.

 

“Esse é o maior evento de sustentabilidade urbana do país. Sustentabilidade não é mais uma palavra lançada ao vento, temos que concretizá-la”. A previsão é que o encontro reúna 5 mil participantes, entre eles 500 prefeitos.