Começa julgamento por corrupção da ex-primeira ministra da Tailândia

Da Agência Lusa -09.01.2015 - 10h05 | Atualizado em 09.01.2015 - 10h49

 

 

Um tribunal tailandês começou hoje (9) as audiências sobre o caso de corrupção envolvendo a ex-primeira-ministra da Tailândia Yingluck Shinawatra devido ao programa de subsídios ao arroz.

 

As acusações estão relacionadas à gestão dos subsídios ao produto, que custaram aos cofres públicos perdas estimadas em mais de 12,5 milhões de euros (cerca de R$ 39 milhões).

 

Leia também no Portal EBC:

 

Pelo menos 35 presos políticos são libertados em Cuba

 

ONU confirma centenas de mortos em massacres no Sudão do Sul

 

O preço fixado, muito superior ao do mercado, acabou por fazer cair as exportações enquanto os armazéns governamentais ficaram cheios de arroz adquirido a preços controlados.

 

A ex-chefe do governo declarou-se inocente e assinalou que as políticas da sua administração pretendiam melhorar o "nível de vida dos agricultores".

 

Se for declarada culpada, Yingluck pode ser impedida de participar da política durante os próximos cinco anos. Espera-se que os juízes cheguem a um veredito no final do mês.