Armas apreendidas pela polícia se acumulam em fóruns de Justiça de todo o Brasil

TV Brasil                                                                                    11/03/15 11h50 

 

 

De acordo com um levantamento do Instituto Sou da Paz, as armas apreendidas pela polícia, que deveriam ser destruídas, se acumulam em fóruns de Justiça de todo o Brasil. O último levantamento do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de 4 anos atrás, indica a existência de 750 mil armas nessa situação.

 

Foram analisadas as situações de três cidades: Campinas, Campo Grande e Recife. O levantamento identificou falhas no fluxo das armas em poder das instituições públicas. 

 

As armas apreendidas pela polícia chegam às delegacias e são encaminhadas para a perícia. Depois de periciado o armamento volta para as delegacias de onde é enviado aos fóruns que aguardam a liberação do juiz e só então passam para o exército para serem destruídas. 

 

O Estatuto do Desarmamento dá prazo de 48 horas, após a perícia, para que a justiça entregue a arma ao exército. Além disso, desde 2011, uma resolução do CNJ determina que os juízes expliquem porque precisam manter a arma no fórum, porém essas regras não vêm sendo cumpridas.