No Caminhos da Reportagem o Artesanato, talento e tradição na ponta dos dedos

Caminhos da Reportagem buscou histórias de artesãos que são exemplo de empreendedorismo e mantêm viva uma parte preciosa da cultura brasileira.
 

Barca da Ilha do Ferro (AL) expõe trabalhos de artesãos locais

Barca da Ilha do Ferro (AL) expõe trabalhos de artesãos locais

 

Uma pá de barro, um pedaço de pau. Um punhado de sementes, um monte de palha... tudo vira arte quando o artesão expressa seu talento, manifesta suas raízes ou conta a sua história. E é nas histórias dos artesãos brasileiros que o Caminhos da Reportagem viaja esta semana.

 

Expedito Seleiro

 

No sertão cearense, um artesão é conhecido por levar adiante os ensinamentos do pai e do avô. Espedito Seleiro aprendeu a fazer roupa de vaqueiro desde cedo. Como as vestes do sertão nordestino caíram em desuso, Seleiro passou a imprimir cores nas peças e a produzir bolsas femininas. Hoje, seus produtos são procurados por clientes sofisticados e aparece em filmes, telenovelas e até na São Paulo Fashion Week deste ano.

 

Na Ilha do Ferro, interior de Alagoas, galho de árvore vira mobília ou escultura. Artesãos locais trabalham com madeira e passam o ofício de pai para filho. Ali, uma barca que navega pelo Rio São Francisco expõe alguns dos trabalhos e auxilia os artesãos no contato com os clientes.

 

 

Em Brasília, a magia dos livros bordados pelas Irmãs Dumont encanta os visitantes. O colorido  acompanha gerações dessas bordadeiras tão especiais, que ensinam sua arte a mulheres de comunidades carentes.

 

O grupo Baianas Caprichosas, em Salvador, revela o segredo do O grupo Baianas Caprichosas é considerado um modelo de sucesso pelo Sebraesustento e do sucesso. Com a arte na ponta da agulha, elas produzem panos, flores de crochê, lenços, bolsas, entre outros itens. Desde que decidiram fazer cursos de empreendedorismo, saíram do “artesanato de fundo de quintal” e se tornaram modelo de sucesso em gestão.

 

Horário de exibição

 

Nacional

 

11/09/2014 às 22:00