Entenda como funcionam as eleições para presidente da Fifa

Portal EBC                                                                                        10/04/15 11h41 

 

 

No dia 29 de maio o novo presidente da Fifa será escolhido durante o 61° congresso da entidade, que acontece na cidade suíça de Zurique. A votação é a última parte de um processo que começou no início desse ano, quando os postulantes ao cargo anunciam suas candidaturas.

 

Há algumas exigências para alguém se tornar candidato à Presidência da Fifa. São elas: 1) ter sido membro de alguma associação de futebol, ter jogado ou ter sido técnico durante pelo menos dois dos últimos cinco anos; 2) ter a candidatura apoiada por uma associação nacional de futebol; 3) ter apoio, por assinatura, de cinco associações nacionais. Não há limite para número de candidaturas.

 

Após a submissão das candidaturas, a Fifa decide sobre a elegibilidade. Nas eleições desse ano, a decisão saiu no dia 30 de janeiro e os candidatos são o atual presidente da Fifa Joseph Blatter, o ex-craque português Luís Figo, o príncipe da Jordânia Ali Bin Al-Hussein e o presidente da Federação Holandesa de Futebol Michael van Praag.

 

Durante a fase “eleitoral”, os candidatos lançam suas plataformas de campanha. Neste ano, todos os candidatos (menos Joseph Blatter) lançaram o manifesto online. Em comum nas candidaturas estavam o desejo de aumentar o número de seleções na Copa do Mundo, uma atenção à transparência e a maior participação das associações nas decisões da Fifa.

 

Caso nenhum dos candidatos desista de participar do pleito, os quatro participam da eleição que acontece no dia 29 de maio. Cada uma das 209 federações membros da Fifa tem direito a um voto. Algum dos candidatos só é eleito em primeiro turno se receber mais do que 2/3 dos votos dos presentes. Se nenhum candidato atingir o mínimo para ser eleito no primeiro turno, os dois mais votados vão para o segundo turno. Na segunda parte da votação, ganha quem tiver mais de 50% dos votos válidos.

 

O novo presidente da Fifa terá quatro anos de mandato, que podem ser renovados continuamente. O atual presidente da Fifa (Joseph Blatter) e o anterior (João Havelange) são exemplo de que há muitas reeleições na Fifa. Blatter já está há 17 anos à frente da entidade e Havelange ficou 24 anos no poder.