Dilma visita Santos e pede votos de eleitores da Baixada Santista

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Flávia Albuquerque - Agência Brasil30.09.2014 - 13h56 | Atualizado em 30.09.2014 - 14h17

 

 

A presidenta da República e candidata à reeleição, Dilma Rousseff, esteve hoje (30), em Santos, na região metropolitana da Baixada Santista, onde fez caminhada de aproximadamente 400 metros, partindo da Praça da República, até a Praça Mauá – onde fica a prefeitura. Durante a caminhada, Dilma distribuiu rosas, tirou fotos, deu autógrafos e recebeu presentes da população.

 

Leia mais notícias:

 

Eleições: candidaturas masculinas são favorecidas

 

Eleições 2014 terão o triplo de mesários voluntários

 

Com a voz muito rouca, a candidata, discursou sobre os investimentos do governo federal em obras na Baixada Santista, como a do veículo leve sobre trilhos (VLT), do governo estadual com recursos da União. Segundo Dilma, sem o dinheiro do governo federal não seria possível a construção do VLT.

 

“O governo federal olhou para a Baixada Santista. Investiu no Porto de Santos, com a obra da perimetral da margem direita e esquerda e a dragagem do canal do porto, porque Santos é importante para a região, para São Paulo, mas é importante para o Brasil inteiro”, destacou.

 

Dilma ressaltou que o governo não se esqueceu do trabalhador e, quando fez a Lei dos Portos, manteve todos os direitos trabalhistas. A presidenta enfatizou ainda que o governo federal também enviou recursos para as obras do túnel que liga a zona noroeste da cidade às praias.

 

“Investimos também naquilo que ninguém quer investir, porque não aparece, que é o esgotamento sanitário e tratamento de água nesta região. Também trouxemos médicos que hoje atendem mais de 500 mil pessoas na região. E trouxemos o Minha Casa, Minha Vida”, acrescentou.

 

A candidata pediu o voto dos eleitores de Santos e região para consolidar o que já foi feito e melhorar o que precisa. “Tenho certeza de que o povo brasileiro sabe escolher com consciência, razão e coração. Tenho certeza de que vocês farão a melhor escolha e peço humildemente o voto de vocês”.

 

De Santos Dilma partiu para São Paulo, de onde para o Rio de Janeiro.