Zika: 3.700 casos levam Honduras a declarar estado de emergência nacional

 

02/02/2016                                             Da Agência Lusa

 

O presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, declarou nessa segunda-feira (1º) estado de emergência nacional devido à propagação do vírus Zika, que afetou 3.700 pessoas no país desde dezembro.

 

O estado de emergência foi decretado na sessão do Conselho de Ministros, dirigido pelo presidente, informou a ministra adjunta de Estratégia e Comunicação, Hilda Hernández, em sua conta na rede social Twitter.

 

A ministra da Saúde, Yolany Batres, afirmou que o país contabiliza, apenas este ano, 3.649 casos de infecções pelo vírus Zika, os quais se juntam aos 51 registrados em dezembro último, quando foi detectado o primeiro caso.

 

Do Conselho de Ministros também saiu a ordem para ativar o Sistema Nacional de Gestão de Riscos, para coordenar e reforçar as medidas preventivas diante da propagação do Zika.

 

Horas antes, o Comitê de Emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu que os casos de microcefalia e de desordens neurológicas surgidas no Brasil constituem emergência sanitária de alcance internacional.

 

A OMS confirmou que até agora foram detectados casos em 25 países e territórios das Américas.