Flu vai para o tudo ou nada por uma vaga na final da Sul-Americana

 

Por Jorge Wamburg – Rádio Agência Nacional – Brasília

  

O Fluminense e o Atlético Paranaense decidem nesta quarta-feira (28), no Maracanã, quem será finalista da Copa Sul-Americana, com vantagem do Atlético, que joga pelo empate e até derrota por diferença de um gol, depois de ter vencido o primeiro jogo, em Curitiba, por 2 a 0.

O Fluminense precisa vencer por dois gols de diferença para decidir o título nos pênaltis ou por três para ser campeão direto.

 Mas, caso sofra gol em casa, o tricolor carioca terá que ganhar por três ou mais gols de diferença. O time carioca só balançou as redes duas vezes nos últimos dez jogos e há oito partidas seguidas não marca um gol.

 O jogo começa às 21h45 minutos, pelo horário de Brasília, e será transmitido pela Rádio Nacional de Brasília, a partir das 21h, em cadeia com a Nacional Rio e a Rede Nacional de Rádio espalha pelo país.

 No Campeonato Brasileiro, a situação do Fluminense também é difícil: o time pode cair para a série B, dependendo dos resultados da última rodada, no próximo domingo (2).

 Já o Atlético Paranaense atravessa boa fase e ocupa a sétima posição na série A. O vencedor de Fluminense e Atlético Paranaense fará a final da Copa Sul-Americana com um dos dois times colombianos que disputam a outra semifinal: Júnior de Barranquilla ou Santa Fé.

 Na primeira partida, o Júnior venceu por 2 a 0 na casa do adversário e agora, nos seus domínios, só precisa do empate ou mesmo derrota por um gol para se classificar.

 O Santa Fé, a exemplo do Fluminense, tem que vencer por dois gols de diferença para ir aos pênaltis ou três para a classificação direta.

Dois jogos da última rodada do Brasileirão, no próximo domingo, foram antecipados para sábado, às 19h, pela CBF: Flamengo e Atlético Paranaense e Atlético Mineiro e Botafogo.

 Os dois Atléticos estão disputando a última vaga na Libertadores do próximo ano: o Atlético Mineiro é sexto colocado, com 56 pontos, e o Atlético Paranaense o sétimo, com 54.

 O artilheiro da série A é Gabigol, do Santos, com 18 gols.