Três dias após explosão, México contabiliza 91 mortos

 

Por Agência Brasil* - Brasília

Três dias depois da explosão no gasoduto no município de Tlahuelilpan, em Hidalgo, no México, o país contabiliza 91 mortos, 52 feridos atendidos em vários hospitais, além de 68 restos mortais, dos quais 10 foram identificados.

O governador de Hidalgo, Omar Fayad Meneses, disse que o esforço no momento se concentra em “salvar vidas”. Segundo ele, paralelamente a população deve apoiar a estratégia nacional contra o roubo de hidrocarbonetos.

De acordo com o governador, as famílias afetadas pela explosão estão recebendo suporte para dormir, alimentar-se, para apoio funeral e transporte.

A explosão ocorreu no sábado (19). A suspeita é que foi motivada pela perfuração do gasoduto.  

furto de combustíveis no México se tornou um problema nacional. Na semana passada, o presidente da República concedeu entrevista coletiva, na qual detalhou um plano de governo para combater este tipo de crime.

*Com informações da Notimex, agência pública de notícias do México

Edição: Graça Adjuto

FotoReuters/Mohammed Salem/Direitos Reservados