Após 252 dias em queda, nível do Sistema Cantareira sobe

Flávia Albuquerque - Agência Brasil24.12.2014 - 13h04

 

 

 

O nível do Sistema Cantareira subiu de 6,7%, ontem (23), para 7% hoje (24), devido à chuva que chegou a 52,4 milímetros (mm). Há 252 dias, o sistema vinha registrando quedas. O último registro de elevação ocorreu em abril deste ano.

 

 

 

Leia mais notícias no Portal EBC:

 

Chuva isola bairros e deixa 60 desalojados em São Sebastião, no litoral de São Paulo

 

Recuperação do Cantareira pode levar mais de cinco anos

 

De acordo com os dados da Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo (Sabesp), o índice pluviométrico em dezembro foi 140 mm, enquanto a média histórica é 220.9 mm. O Cantareira já trabalha com a segunda cota da reserva técnica.

 

Com a chuva, o nível de mais cinco mananciais que abastecem a região metropolitana da capital também teve elevação. No Alto Tietê, passou de 10,5% para 11,1%. Choveu na área 14,2 mm, sendo que no mês de dezembro esse número chega a 153 mm, com a média histórica de 192,8 mm.

 

No Sistema Guarapiranga, o nível passou de 36,6% para 38,3%, com 22,2 mm. No mês, o índice pluviométrico no reservatório foi 220,6 mm. A média histórica, segundo a Sabesp, é 175,2 mm. No Alto Cotia, o nível passou de 30,2% para 31,5%. O índice pluviométrico para o dia foi 6,4 mm e no mês de dezembro, registrou 75,1 mm. A média histórica para o manancial é 172,2 mm.

 

Segundo a Sabesp, no Sistema Rio Grande o nível de água armazenado passou de 66,7% para 69,0%, com o índice de chuva chegando a 26,2 mm e, no mês, a 195 mm. A média histórica para dezembro é 194,8 mm. No reservatório de Rio Claro, o nível ficou em 32% hoje, enquanto ontem estava em 25,8%. De ontem para hoje choveu 89,2 mm na represa, sendo que no mês choveu 275,2 mm e a média histórica para dezembro é 263,2 mm.