Mais de 78 mil pessoas são afetadas pelas cheias de rios no Amazonas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Radioagência Nacional                                                                30/05/15 11h47 

 

Mais seis municípios do Amazonas decretaram situação de emergência por causa da cheia de rios no estado.

 

São eles: Anori, Anamã, Manacapuru, Careiro da Várzea, no Baixo Solimões; Uarini, no Médio Solimões; e Jutaí, na calha do Alto Solimões.

 

Agora são 29 municípios amazonenses nessa situação, além de Boca do Acre, que está em calamidade.

 

O governo do estado informou que as novas cidades em emergência já recebem a assistência da Defesa Civil, que agora intensifica as ações de socorro.

 

Cerca de 78 mil e quatrocentas pessoas estão afetadas pela enchente nesses municípios. Para amenizar as dificuldades das famílias, a Defesa Civil do Estado enviou kits de madeira utilizados para a construção de pontes e marombas, aos municípios de Careiro da Várzea, Anamã e  Anori.

 

Já para Uarini e Jutaí, foram enviados alimentos, kits medicamentos, kits dormitórios, kits higiene e hipoclorito de sódio.

 

O governo do Amazonas informou ainda que Manacapuru é o município mais atingido até o momento pela cheia do rio Solimões e já contabilizam 35 mil e 700 mil pessoas afetadas nas 58 comunidades invadidas pela água.