Famílias são removidas em reintegração de posse em São Paulo

Agência Brasil                                                 03/08/15 11h05 

 

A Polícia Militar (PM) acompanha hoje (3) a reintegração de posse de um terreno de 2,7 milhões de metros quadrados, localizado na divisa entre os municípios de Arujá, Itaquaquecetuba e Guarulhos, na grande São Paulo. A área, de propriedade da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), cruza o Rodoanel, que chegou a ser bloqueado, por segurança, em ambos os sentidos das 6h às 10h.

 

Parte do terreno foi desocupada, sem resistência, no início da manhã. Porém, um conjunto onde estão sendo construídas 391 unidades habitacionais foi ocupado na madrugada deste sábado (1º). Os policiais avaliam se farão a desocupação ainda hoje.

 

Segundo a assessoria de imprensa da CDHU, o conjunto em fase de construção tem 50% das estruturas construídas, que são ocupadas por aproximadamente 80 pessoas. No restante do terreno, será construído um empreendimento e outra parte dessa área, com muitos eucaliptos, é de preservação ambiental.

 

O capitão da PM David de Oliveira informou que, na chegada dos policiais, de manhã, havia apenas cinco famílias, que deixaram seus barracos pacificamente. “Havia 5 mil lotes demarcados, com barracos montados, mesmo que precariamente. Todos já tinham saído”, disse ele.

 

A única resistência por parte dos moradores foi a colocação de troncos de árvores, removidos por retroescavadeiras. O capitão avalia que a operação de remoção nessa parte do terreno, onde havia os barracos, deve terminar ainda hoje. De acordo com ele, 550 policiais militares participaram da ação, incluindo membros da Tropa de Choque, da Cavalaria e da Polícia Ambiental.